A questão indígena presente nos Livros Didáticos de História

Uma análise a partir das orientações do Guia digital PNLD

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.2317-6725.2023v28n48.65983

Palavras-chave:

Ensino de História, Guia digital PNLD 2020, História e Cultura Indígena, Lei 11.645/08

Resumo

O presente artigo busca fornecer uma análise minuciosa a partir das observações contidas no Guia Digital PNLD 2020, específicas em relação às onze coleções que receberam aprovação para serem utilizadas nas séries finais do Ensino Fundamental. Nosso objetivo é destacar de que maneira os especialistas responsáveis pela seleção das coleções enfatizam a temática da História e Cultura indígena. Além disso, examinaremos como essas coleções abordam essa temática, investigando se há uma ênfase na presença indígena em períodos históricos distintos daquele colonial, e se elas transcendem a visão exótica muitas vezes atribuída a essas sociedades. Particularmente, buscamos identificar se as coleções analisadas vão além das obrigações estabelecidas pela Lei 11.645/08, que trata da inclusão obrigatória de conteúdos relacionados à História e Cultura indígena no currículo escolar. Aprofundar-se nessa análise do Guia Digital PNLD 2020 é crucial, uma vez que esse documento desempenha um papel essencial na decisão dos educadores da rede pública de ensino básico ao selecionar as coleções didáticas a serem adotadas. O Guia Digital PNLD 2020 foi selecionado como foco desta pesquisa devido a sua relevância e impacto muitas vezes subestimados no processo de seleção de materiais didáticos. Acreditamos que ao trazer à tona as percepções e avaliações contidas nesse guia, poderemos contribuir para uma compreensão mais abrangente da abordagem da História e Cultura indígena nas coleções didáticas escolhidas, bem como destacar a importância do guia no contexto da educação básica pública. Portanto, através desta análise aprofundada, esperamos lançar luz sobre como as coleções aprovadas para as séries finais do Ensino Fundamental tratam e exploram a riqueza da História e Cultura indígena de forma a enriquecer a experiência educacional dos estudantes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Arnaldo Martin Szlachta Junior, Universidade Federal de Pernambuco

Doutor em História pela Universidade Estadual de Maringá, docente do departamento de Ensino e Currículo da Universidade Federal de Pernambuco atuando na Licenciatura em História e nos Programa de Pós-graduação em História e no Programa Profissional em Ensino de História.

Wilian Junior Bonete, Universidade Federal de Pelotas

Doutor em História pela Universidade Federal de Mato Grosso, docente departamento de História e do Programa de Pós-graduação em História da Universidade Federal de Pelotas.

Referências

ALMEIDA, Maria Regina Celestino de. Identidades étnicas e culturais: novas perspectivas para a história indígena. In: ABREU, Martha & SOIHET, Rachel (orgs.). Ensino de história: conceitos, temáticas e metodologia. 2. ed. Rio de Janeiro: Casa da Palavra, 2009, p. 27-38.

APPLE, Michael W. Trabalho docente e textos. Porto Alegre: Artes Médicas, 1995.

ARROYO, Miguel. Currículo, território em disputa. Petrópolis: Vozes, 2011.

BITTENCOURT, Circe. O saber histórico na sala de aula. São Paulo: Contexto, 2004.

BRASIL. 2020. Guia de livros didáticos: PNLD 2020: História: Ensino Médio. Brasília, Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, 156 p. Disponível em: https://pnld.nees.ufal.br/assets-pnld/guias/Guia_pnld_2020_pnld2020-historia.pdf, acesso em 26 de março de 2021.

CAIMI, Flávia Eloisa. A História na Base Nacional Comum Curricular: pluralismo de ideias ou guerra de narrativas? Revista do Lhiste-Laboratório de Ensino de História e Educação, Porto Alegre, vol. 3, n. 4, p. 86-92, 2016.

CASSIANO, Célia Cristina de Figueiredo. O mercado do livro didático no Brasil: do Programa Nacional do Livro Didático–PNLD à entrada do capital internacional espanhol (1985-2007). Tese (Doutorado em Educação). São Paulo: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, 2007.

FELIPE, Delton Aparecido; TERUYA, Teresa Kazuko. O “outro” na sala de aula: o cinema no ensino da história e cultura afro-brasileira na educação escolar. Revista Contrapontos, Itajaí, vol. 10, n. 1, p. 82-89, 2010.

FOUCAULT, Michel. Microfísica do poder. Organização e tradução de Roberto Machado. Rio de Janeiro: Edições Graal, 1979.

GANDRA, Edgar Ávila; NOBRE, Felipe Nunes. A temática indígena no ensino de História do Brasil: uma análise da coleção didática Projeto Araribá (2008-2013). Revista do Lhiste-Laboratório de Ensino de História e Educação, Porto Alegre, vol. 1, n. 1, p. 40-57, 2014.

GRUPIONI, L. D. B. Livros didáticos e informações sobre as sociedades indígenas no Brasil” In: LOPES DA SILVA & GRUPIONI (orgs.). A Temática Indígena na Escola. Brasília: MEC/MARI/Unesco, 1995, 560 p.

MIRANDA, Sonia Regina; LUCA, Tânia Regina de. O livro didático de história hoje: Um panorama a partir do PNLD. Revista Brasileira de História, São Paulo, vol. 24, n. 48, p. 123-144, 2004.

MOTA, Lúcio Tadeu; NOVAK, Éder da Silva. Os Kaingang do Vale do Ivaí – PR: História e relações interculturais. Maringá: EDUEM, 2008

MOTA, Lúcio Tadeu; RODRIGUES, Isabel Cristina. A questão indígena no livro didático “Toda História”. História & Ensino, Londrina, vol. 5, p. 41-59, 1999.

MUNAKATA, Kazumi. Produzindo livros didáticos e paradidáticos. Tese (Doutorado em Educação). São Paulo: Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, 1997.

OLIVEIRA, Sandra Regina Ferreira de; RAMOS, Marcia Elisa Tete; CAINELLI, Marlene Rosa. As sociedades indígenas nos livros didáticos de história: entre avanços, lacunas e desafios. Revista História Hoje, São Paulo, vol. 7, n. 14, p. 63-85, 2018.

PEREIRA, Nilton Mullet; RODRIGUES, Mara Cristina de Matos. BNCC e o passado prático: temporalidades e produção de identidades no ensino de história. Archivos analiticos de politicas educativas, Florida, EPAA, vol. 26, n. 107, p. 01-19, 2018.

RODRIGUES JUNIOR, Osvaldo. Manuais de didática da história no Brasil (1997-2013): entre tensões e intenções. Tese (Doutorado em Educação). Curitiba: Universidade Federal do Paraná, 2015.

SANTOS, Boaventura de Sousa. Para uma sociologia das ausências e uma sociologia das emergências. Revista Crítica de Ciências Sociais, Coimbra, n. 63, p. 237-280, 2002.

SILVA, Jeferson Rodrigo da. De anônimo a best-seller: digressões sobre o sucesso do Projeto Araribá-História no PNLD de 2008. Revista Tempo e Argumento, Florianópolis, vol. 4, n. 2, p. 102-127, 2012.

SILVA, Simone Maria; BORGES, Claudia Cristina do Lago. Educação escolar indígena potiguara: uma análise estrutural e material. Tellus, Campo Grande, n. 38, p. 341-367, 2019.

TADEU, Tomaz. Documentos de identidade: uma introdução às teorias do currículo. São Paulo: Autêntica, 2016.

WITTMANN, Luisa Tombini. Ensino (d)e história indígena. São Paulo: Autêntica, 2015.

Downloads

Publicado

2023-08-10

Como Citar

SZLACHTA JUNIOR, A. M.; BONETE, W. J. . A questão indígena presente nos Livros Didáticos de História: Uma análise a partir das orientações do Guia digital PNLD. Saeculum, [S. l.], v. 28, n. 48, p. 162–177, 2023. DOI: 10.22478/ufpb.2317-6725.2023v28n48.65983. Disponível em: https://periodicos.bbn.ufpb.br/index.php/srh/article/view/65983. Acesso em: 13 abr. 2024.

Edição

Seção

Dossiê História, Currículo e Pós-colonialidade

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)